Translate

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Então é Natal...





Mais uma vez, chegou o Natal!!!! Aniversário de Jesus!!! Com Ele, mais um ano termina e outro se inicia. É um período de agradecer o ano que chega ao fim e concentrar boas energias para o ano que principia. Portanto quero desejar a todos os meus amigos e família, um Natal abençoado e um 2010, com muita saude para conquistar todos os sonhos!!!! E para o mundo inteiro muita PAZ e AMOR entre os povos.

FELIZ NATAL A TODOS!!!! HO! HO! HO!

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Tradução em vários idiomas

Este é um site que com certeza vai lhe prestar um grande serviço. Queres fazer uma tradução rápida? Acesse esse link e bom proveito!!!
http://tradukka.com

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Festival Literário da Escola Municipal Professora Mareci Gomes dos Santos








Nos dias 19 e 20 de Novembro de 2009, aconteceu na Escola Municipal Professora Mareci Gomes dos Santos, o II Festival Literário. A Escola que atende crianças da Educação Ianfantil ao 5º Ano do Ensino Fundamental, esbanjou criatividade nas apresentações e produções culturais e literáraias. Confira a Programação e as fotos do evento.

















































Quem visitou o Festival Literário, se deliciou com o trabalho desenvolvido pelas oficinas. Eu conferi de perto o evento e posso confirmar que foi um sucesso!!! Parabéns à Equipe da Escola, que não mediu esforços para a realização do Evento.

domingo, 15 de novembro de 2009

Autismo

Para quem convive ou trabalha com pessoas autista, acesse esse link, e informe-se com a pessoa que deu origem ao programa Son-rise, que trata da cura do autismo.
http://www.inspiradospeloautismo.com.br/Apoio/videos/Palestra1/Palestra1.html

Acessando esse outro link, encontraremos os videos da palestra do professor William Hogan, que trata dos comportamentos agressivos de pessoas com autismo.
http://www.inspiradospeloautismo.com.br/Apoio/videos/Comportamentos%20Agressivos/Comportamentos%20Agressivos.html

sábado, 14 de novembro de 2009

Mostra Cultural

Quando falamos em Mostra Cultural ou Feira de Ciências nas Escolas, temos sempre o mesmo pensamento: lá vem tudo de novo!!! Estresse, muita correria, trabalho demais, alunos que não participam e só fazem os trabalhos para ganhar a nota, e por aí vai. Pensamos em desistir! Pra que tanto trabalho! Pra nada?!! É sempre a mesma história. Mas, meus amigos, mesmo com todos esses argumentos acabamos de realizar a Mostra Cultural da Escola Estadual Sebastião Fernandes de Oliveira, nos dias 13 e 14 de Novembro de 2009. E ela foi um sucesso!!! Com o tema "Meio Ambiente", os professores emcamparam a atividade com muito entusiasmo e esmero e os alunos!! Estes se dedicaram ao máximo!! Caíram em campo, pesquisaram, montaram maquetes, vídeos, fizeram experiências, apresentaram peças teatrais e encantaram a todos que visitaram suas belissimas produções. Porém, todo esse trabalho não teria sucesso se antes não tivesse acontecido um bom planejamento. E aqui, compartilhamos como tudo foi organizado. Em primeiro lugar uma breve justificativa para o tema:
Nunca se falou tanto em preservar o Meio Ambiente, quanto nos dias de hoje. O fato é que, com o avanço das civilizações, aconteceu também gradativamente o descuido como o nosso ambiente chegando ao caos que hoje se encontra. Talvez porque não houvessem os problemas que hoje enfrentamos no planeta, até um tempo atrás, se pensava na biodiversidade como algo sem função ou valor especial. Animais e plantas eram classificados como: úteis, nocivos ou sem valor. O solo também era classificado em fértil e não fértil. Tudo era muito simplificado. Não pensávamos em preservação, pois em muitas mentes não passava a ‘questão’ de que o ambiente pudesse ser destruído. A geração de hoje, encontra-se com esse grande problema para resolver. CUIDAR DO MEIO AMBIENTE, do nosso ecossistema, que é a unidade de funcionamento do meio ambiente, onde as comunidades de seres vivos interagem. O ecossistema reúne os seres vivos, fatores químicos e físicos do local e cada elemento influenciam as propriedades do outro. Diante do exposto, muitas ações humanas têm produzido um efeito catastrófico na biodiversidade, como: o crescimento das cidades, as atividades industriais, as de mineração, a construção de hidrelétricas, a ocupação de grandes áreas de floresta, principalmente pela monocultura e pecuária, o uso excessivo dos recursos da natureza, a poluição, o lançamento de agrotóxicos bem como os dejetos domésticos e industriais que, degradam os ecossistemas e por conseqüência afetam a diversidade da vida. Estas ações provocam efeitos indiretos nas alterações climáticas. Em 2007, o IPCC (Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas), apresentou um relatório onde avisa que o aquecimento global adicional será de pelo menos 0,1ºC por década. Com tamanho impacto só com resiliência o planeta terá capacidade de se proteger e se recuperar dos impactos sofridos.

Isso posto, A Escola Estadual Sebastião Fernandes de Oliveira, através do seu corpo de Professores do Ensino Fundamental, turno Matutino, do 6º ao 9º Ano, encontra-se bastante preocupada com as questões ambientais, por isso vem trabalhando insistentemente sobre o tema, com o objetivo de fomentar no aluno a sede de cuidar do Meio Ambiente e, partindo de reflexões sobre ações possíveis, apresentará de forma interdisciplinar, nos dias 13 e 14 de novembro de 2009, uma produção escolar com todas as séries, obedecendo às seguintes reflexões temáticas:
6º Ano – Solo/Lixo–trabalhado pelas disciplinas de Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Matemática e Biblioteca.
OBJETIVOS
• Incentivar o hábito de reaproveitar materiais que se jogados fora vão contaminar o solo.
• Transformar o inútil em útil.


















                                                                                                                                                                                           7º Ano - Tema: Água – Saneamento básico – Poluição

Trabalhado pelas disciplinas de Matemática e Educação Física.

OBJETIVOS: Descobrir a importância da água na nossa vida; Identificar os perigos que ameaçam a água e propor soluções para combatê-los.













8ºAno – Tema: AR – trabalhado pelas disciplinas de História, Cultura do RN, Ciências, e Religião. OBJETIVOS
• Descobrir os perigos que o aquecimento global pode trazer para o Ar.
• Identificar formas de conservação do Ar.
• Compreender através de experiências as propriedades e composição do ar.
• Identificar os impactos causados no ar a partir da Revolução Industrial e seus Novos Inventos.

















9º Ano – Tema: Poluição visual e sonora – Patrimônio... – trabalhado pela disciplinas de Geografia .OBJETIVOS:
Pesquisar e mostrar para a Comunidade Escolar os efeitos da Poluição Visual e sonora; Estudar, identificar e avaliar o patrimônio material e imaterial do RN; Mostrar a importância de cuidar do Patrimônio cultural do RN.



Parabens a todos!!!!

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Classificados Poéticos III







Atenção! Compro gavetas,
Compro armários,
Cômodas e baús.
Preciso guardar minha infância:
Os jogos da amarelinha,
Os segredos que me contaram
Lá no fundo do quintal.
Preciso guardar minhas lembranças:
As viagens que não fiz,
Ciranda, cirandinha
E o gosto de aventura
Que havia nas manhãs.
Preciso guardar meus talismãs:
O anel que tu me deste
O amor que tu me tinhas
E as histórias que eu vivi.
(Retirado do livro Classificados Poéticos
De Roseana Murray)



Menino que mora num planeta
Azul feito a cauda de um cometa
Quer se corresponder com alguém
De outra galáxia.
Nesse planeta onde o menino mora,
As coisas não vão tão bem assim:
O azul está ficando desbotado,
E os homens brincam de guerra.
É só apertar um botão
Que o planeta Terra vai pelos ares...
Então o menino procura com urgência
Alguém de outra galáxia
Para trocarem selos, figurinhas e esperanças.
(Retirado do livro Classificados Poéticos
De Roseana Murray)




Habitante de outra galáxia
Aceita corresponder-se com o menino
Do planeta azul.
O mundo desse habitante é todo
Feito de vento e cheira a jasmim.
Não há fome nem há guerra
E, nas tardes perfumadas,
As pessoas passeiam de mãos dadas
E costumam rir à toa.
Nessa galáxia ninguém faz a morte,
Ela acontece naturalmente
Como o sono depois da festa.
Os habitantes não mentem
E por isso os seus olhos
Brilham como riachos.
O habitante da outra galáxia
Aceita trocar selos e figurinhas
E pede ao menino
Que encha os bolsos, mas também as mãos
E os cabelos, a voz o coração,
Que a doença do planeta azul
Ainda tem solução.
(Retirado do livro Classificados Poéticos
De Roseana Murray)

sábado, 7 de novembro de 2009

Formatura de Sandro

Em tempos de crise na Educação, dá gosto de ver que existem pessoas que ainda acreditam que podem fazer a diferença!!! Foi o que aconteceu com o Amigo Sandro, que depois de alguns anos trabalhando em Escolas, comemorou hoje, com sua família e seus amigos a sua formatura no Curso Normal Superior. Parabéns Amigo!!!

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

DIA DO PROFESSOR

15.10.2009

Hoje a minha homenagem vai para um profissional muito importante para a sociedade. O PROFESSOR. Categoria da qual faço parte e me orgulho disso. Não é porque a categoria está desvalorizada e não tem o merecido respeito das autoridades, que eu vá me envergonhar da minha classe. Sei que tenho o meu valor. Quando luto pelos meus direitos, faço de uma forma digna, pois não estou pedindo nada além do que mereça, mas o que é meu por direito e por justiça. Portanto, quero prestar uma homenagem a essa categoria tão digna, e quero parabenizar a todos os meus colegas, principalmente aqueles que ainda são apaixonados pelo magistério, com um texto, escrito por uma pessoa que considero especial, apesar de não conhecê-la pessoalmente, mas considero-a especial pela sensibilidade com que soube expressar nesse texto toda valorização que os professores merecem. O texto tem como título : "Professores Apaixonados", e o seu autor chama-se Gabriel Perissé. E quem é Gabriel Perissé?

(Gabriel Perissé é doutor em Filosofia da Educação pela USP e autor do livro “o professor do futuro-Thex Editora – 19/09/03).

Eis então o texto:

PROFESSORES APAIXONADOS
Professores e professoras apaixonadas acordam cedo e dormem tarde, movidos pela ideia fixa de que podem mover o mundo.
Apaixonados, esquecem a hora do almoço e do jantar: estão preocupados com as múltiplas fomes que, de múltiplas formas, debilitam as inteligências.
As professoras apaixonadas descobriram que há homens no magistério igualmente apaixonados pela arte de ensinar, que é a arte de dar contexto a todos os textos.
Não há pretextos que justifiquem, para os professores apaixonados, um grau a menos de paixão, e não vai nisso nenhum pouco de romantismo barato. Apaixonar-se sai caro!
Os professores apaixonados, com ou sem carro, buzinam o silêncio comodista, dão carona para os alunos que moram mais longe do conhecimento, saem cantando o pneu da alegria.
Se estão apaixonados, e estão, fazem da sala de aula um espaço de cânticos, de ênfases, de sínteses que demonstram, pela vida do contraste, o absurdo que é viver sem paixão, ensinar sem paixão.
Dá pena, dá compaixão ver o professor/a desapaixonado, sonhando acordado com a aposentadoria, contando nos dedos os dias que faltam para as suas férias, catando no calendário os próximos feriados.
Os professores apaixonados muito bem sabem das dificuldades, do desrespeito, das injustiças, até mesmo dos horrores que há na profissão.
Mas o professor apaixonado não deixa de ser professor, e seu protesto é continuar amando apaixonadamente.
Continuar amando é não perder a fé, palavra pequena que não dilui no café ralo, não foge pelo ralo, não se apaga como traço de giz no quadro.
Ter fé impede que o medo esmague o amor, que as alienações antigas e novas substituam a lúdica esperança.
Dar aula não é contar piada, mas quem dá aula sem humor não está com nada, ensinar é uma forma de oração.
Não essa oração chacoalhar de palavras sem sentido, com voz melosa ou ríspida.
Mera oração subordinada e mais nada. Os professores apaixonados querem tudo.
Querem multiplicar o tempo, somar esforços, dividir os problemas para solucioná-los.
Querem analisar a química da realidade. Querem traçar o mapa de inusitados tesouros.
Os olhos dos professores brilham quando, no meio de uma explicação, percebem o sorriso do aluno que entendeu algo que ele mesmo, professor, não esperava explicar.
A paixão é inexplicável, bem sei. Mas é também indisfarçável.
PARABÉNS PROFESSOR(A)!!!! PARABÉNS COLEGAS!!!

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Saudades de Mercedes Sosa

Quero prestar a minha homenagem e expressar a minha saudade, à grande cantora argentina Mercedes Sosa, falecida no dia 04 de outubro de 2009. Uma bela voz, que com certeza não se calará, mas ficará imortalizada na mente dos seus fãs. Eu gosto muito das suas músicas. As suas letras contam histórias... falam de tudo!!! De amor, de sofrimento, de alegria, enfim, falam da vida!!! Dentre as muitas canções eu quero presentear meus amigos, aqueles que visitam meu espaço com a canção que eu considero um hino. Um hino à vida!!! GRACIAS A LA VIDA. Aproveitem!!!


video

domingo, 4 de outubro de 2009

Classificados Poéticos II


Perdi maleta cheia de nuvens e de flores,
Maleta onde eu carregava
Todos os meus amores embrulhados
em neblina.
Perdi essa maleta em alguma esquina
de algum sonho
E desde então eu ando tristonho
Sem saber onde por as mãos.
Se andando pelas ruas
Você encontrar a tal maleta,
Por favor, me avise em pensamento
Que eu largo tudo e vou correndo...
(Retirado do livro Classificados Poéticos
De Roseana Murray)

Vende-se uma casa encantada
No topo da mais alta montanha.
Tem dois amplos salões
Onde você poderá oferecer banquetes
Para os duendes e anões
Que moram na floresta ao lado.
Tem jardineiras nas janelas,
Onde convém plantar margaridas.
Tem quartos de todas as cores
Que aumentam ou diminuem
De acordo com o seu tamanho
E na garagem há vagas
Para todos os seus sonhos.
(Retirado do livro Classificados Poéticos
De Roseana Murray)

Precisa-se de uma bola de cristal
Que mostre um futuro grávido de paz:
Que a paz brilhe no escuro
Com o brilho especial que algumas palavras possuem,
Mas que seja mais do que palavra,
Mas do que promessa:
Seja como a chuva que sacia a sede da terra.
(Retirado do livro Classificados Poéticos
De Roseana Murray)

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Oração da Criança Autista

Hoje, quero deixar para os meus leitores essa belíssima oração. Reflitam!!!!





Símbolo para a Conscientização do Autismo




ORAÇÃO DAS CRIANÇAS AUTISTA



"Bem aventurados os que compreendem o meu estranho passo a caminhar. Bem aventurados os que compreendem que ainda que meus olhos brilhem, minha mente é lenta. Bem aventurados os que olham e não vêem a comida que eu deixo cair fora do prato. Bem aventurados os que, com um sorriso nos lábios, me estimulam a tentar mais uma vez. Bem aventurados os que nunca me lembram que hoje fiz a mesma pergunta duas vezes. Bem aventurados os que compreendem que me é difícil converter em palavras os meus pensamentos. Bem aventurados os que me escutam, pois eu também tenho algo a dizer. Bem aventurados os que sabem o que sente o meu coração, embora não o possa expressar. Bem aventurados os que me amam como sou, tão somente como sou, e não como eles gostariam que eu fosse." Amo cada um de vcs... do meu jeito mais AMO.
Sugestão de um amigo: JOANA: Sugiro que acrescente à oração: "Bem aventurados os que me vêm, não me entendem, mas sempre têm a compreensão que sou humano capaz de uma troca de amor. Abração do AmigoGilberto...

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Classificados Poéticos

Abro esse espaço para publicar "esses classificados" que Roseana Murray, os intitulou de Classificados Poéticos. Veja que criativa é a mente dessa brilhante autora poeta. Quem é Roseana Murray ?
Nasceu no Rio de Janeiro, em 1950. É bacharel em língua e literatura francesa. publicou seu primeiro livro em 1980 e possui mais de quarenta títulos publicados, muitos dos quais premiados.

Colecionador de cheiros troca
Um cheiro de cidade
Por um cheiro de neblina
Um cheiro de gasolina
Por um cheiro de chuva fina
Um cheiro de cimento
Por um cheiro de orvalho no vento.


Quero asas de borboleta azul
para que eu encontre
o caminho do vento
o caminho da noite
a janela do tempo
o caminho de mim.


Por favor, reservem dois lugares
num disco voador,
um pra mim, outro pro meu amor
que eu tenho sede de céu,
tenho fome de estrelas
e uma vontade louca de mastigar
violetas
Prefiro partir nas primeiras horas do dia
quando as nuvens ainda são suave carícia.
Levarei comigo uma bagagem tão pequena
que ninguém nem mesmo notará:
uma bússula feita de vento
e um embrulho de sonhos
mais leve que a luz.
Quero encontrar um planeta
onde os homens tenham as mãos
de tal modo azuis
que ninguém saiba direito se são mesmo
homens ou se são anjos ou pássaros
Minha nave descerá suavemente
Num campo de girassóis
E os homens acenarão sorrindo
Sem medo nenhum.


Quando vejo numa noite escura
Alguma estrela solitária semeando o céu,
Sinto pressa de partir.

sábado, 12 de setembro de 2009

SALA DE AULA

"Recebi esse texto de uma amiga e achei legal publicá-lo aqui. Sei que nós professores e professoras que estamos no di-a-dia em sala de aula, sempre temos uma história dessa para contar e é muito bom quando conseguimos resolver sem expor o aluno a situações constrangedoras. E viva Suzi!!!!!"
Venha comigo a uma sala de aula do terceiro ano... Há um menino de nove anos sentado à sua carteira e de repente há uma poça entre seus pés... E a parte dianteira de suas calças está molhada. Pensa que seu coração vai parar porque não pode imaginar como isso aconteceu. Isso nunca havia acontecido antes, e sabe que quando os meninos descobrirem nunca mais terá paz. Quando as meninas descobrirem, nunca mais falarão com ele enquanto viver. O menino acredita que seu coração vai parar; abaixa a cabeça e reza esta oração:

"Querido Deus, isto é uma emergência! Eu necessito de ajuda agora! Mais cinco minutos e serei um menino morto".

Levanta os olhos de sua oração e vê a professora chegando com um olhar que diz que foi descoberto. Enquanto a professora está andando até ele, uma colega chamada Susie está carregando um aquário cheio de água. Susie tropeça na frente da professora e despeja inexplicavelmente a água no colo do menino. O menino finge estar irritado, mas ao mesmo tempo interiormente diz: "Obrigado, Senhor ! De repente, em vez de ser objeto de ridículo, o menino é objeto de compaixão. A professora desce apressadamente com ele e dá-lhe shorts de ginástica para vestir enquanto suas calças secam. Todas as outras crianças estão sobre suas mãos e joelhos limpando ao redor de sua carteira. A compaixão é maravilhosa. Mas como tudo na vida, o ridículo que deveria ter sido dele foi transferido a outra pessoa - Susie. Ela tenta ajudar, mas dizem-lhe para sair. "Você já fez demais, sua grosseira!" Finalmente, no fim do dia, enquanto estão esperando o ônibus, o menino caminha até Susie e lhe sussurra: “Você fez aquilo de propósito, não foi ?” E Susie lhe sussurra: ”Eu também molhei minha calça uma vez” Possa Deus nos ajudar a ver as oportunidades que sempre estão em torno de nós para fazer o bem.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Pensamentos sobre Educação

Às vezes no cotidiano do trabalho nas Escolas, como Educadores, naqueles dias estressantes, em que precisamos de apoio material, profissional, da família, ... etc., E quando não conseguimos um retorno positivo (esse apoio não vem ou não é suficiente), uma palavra de ânimo nos faz muito bem. Ainda mais quando vinda de pensadores da Educação, como as que vemos abaixo. Portanto, caros colegas, façam bom proveito dos pensamentos a seguir:

“O principal objetivo da educação é criar pessoas capazes de fazer coisas novas e não simplesmente repetir o que as outras gerações fizeram”. (Jean Piaget)

“A educação é um processo social, é desenvolvimento. Não é a preparação para a vida, é a própria vida”. (John Dewey)

“Toda a arte de ensinar é apenas a arte de acordar a curiosidade natural nas mentes jovens, com o propósito de serem satisfeitas mais tarde”. (Anatole France)

“O importante é não parar de questionar. A curiosidade tem a sua própria justificativa racional para existir... Não perca nunca essa sacrossanta curiosidade”. (Albert Einstein)

“Na sala de aula, o professor precisa ser um cidadão e um ser humano rebelde”. (Florestan Fernandes)

“O segredo de um bom ensino é respeitar a inteligência da criança como um campo fértil onde as sementes devem ser semeadas, para crescerem no calor da imaginação flamejante”. (Maria Montessori)

“A verdadeira educação consiste em pôr a descoberta ou fazer atualizar o melhor de uma pessoa. Que livro melhor que o livro da humanidade? (Mahatma Gandhi)

“A educação deve formar seres aptos para governar a si mesmos e não para ser governados pelos outros”. (Herbert Spencer)

“Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina”. (Cora Coralina)

“Ninguém nasce feito, ninguém nasce marcado para ser isso ou aquilo. Pelo contrário, nos tornamos isso aquilo. Somos programados, mas para aprender. A nossa inteligência se inventa e se promove no exercício social de nosso corpo consciente. Se constrói. Não é um dado que, em nós, seja um a priori da nossa história individual e social”. (Paulo Freire)

“Um professor sempre afeta a eternidade. Ele nunca saberá onde sua influência termina” (Henry Brooks Adams)

“A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo”. (Nélson Mandela)

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

"EU JOGO MUITO! FUTSAL 32h"
















Muita Garra, Força e Determinação foi o que presenciei domingo, 22.08.09, no ginásio do Colégio CEI, em Natal-RN. Duas equipes, composta cada uma, por apenas 12 jogadores, enfrentaram uma jornada de 32 horas jogando FUTSAL, com um único objetivo: bater o record e entrar para o Guinness World Records. E eles conseguiram!!!! Todos estão de Parabéns!!!! Vocês são guerreiros!!! Parabéns especial para Amadeu Júnior, idealizador do projeto, seus filhos: Lucas, Victor e Amadeu Neto. Também para o seu sobrinho "Kiko", todos participantes do evento. A família unida em busca de um só objetivo. E a "titia" torcendo por todos!!!!!

sábado, 22 de agosto de 2009

Poesias-Poemas de autores prediletos



22.o8.2009

Ei? Você? Conhece uma menina de olhos verdes? Não conhece? Pode ser uma amiga, namorada, irmã, um amor platônico!!!! Seja quem for!!! Se quiser fazer um galanteio, um carinho, um mimo, uma homenagem... seja o que for!!! Que tal se inspirar em Camões? O poema abaixo é lindo!!! Aproveite!!!


Cantiga
Luis de Camões

Menina dos olhos verdes,
Por que me não vedes?

Eles verdes são,
E tem por usança
Na cor, esperança
E nas obras, não.
Vossa condição
Não é d’olhos verdes,
Porque me não vedes.

Haviam de ser,
Porque possa vê-los,
Que uns olhos tão belos
Não se hão de esconder:
Mas fazeis-me crer
Que já não são verdes,
Porque me não vedes.
Às vezes necessitamos rever nossos conceitos para que possamos entender melhor as pessoas, o mundo, a vida de cada um. É o caso de "Deficiências", aqui retratado pelo grande e eterno Mário Quintana.

DEFICIÊNCIAS, Mario Quintana (escritor gaúcho nascido em 30/07/1906 e morto em 05/05/1994 .
"Deficiente" é aquele que não consegue modificar sua vida, aceitando as imposições de outras pessoas ou da sociedade em que vive, sem ter consciência de que é dono do seu destino.

"Louco" é quem não procura ser feliz com o que possui.

"Cego" é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria, e só tem olhos para seus míseros problemas e pequenas dores.

"Surdo" é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão. Pois está sempre apressado para o trabalho e quer garantir seus tostões no fim do mês.

"Mudo" é aquele que não consegue falar o que sente e se esconde por trás da máscara da hipocrisia.

"Paralítico" é quem não consegue andar na direção daqueles que precisam de sua ajuda.

"Diabético" é quem não consegue ser doce.
"Anão" é quem não sabe deixar o amor crescer.E, finalmente, a pior das deficiências é ser miserável, pois:

"Miseráveis" são todos que não conseguem falar com Deus.

"A amizade é um amor que nunca morre."


O poema a seguir, escrito por Manuel Bandeira, chama a atenção para um grande mal, uma doença terrível: A FOME!!!! Vale a pena refletirmos sobre esse mal social que assola a nossa sociedade. Nós que somos família, educadores, estudantes, seres em geral, reflitamos um pouco sobre o BICHO!
"Vi ontem um bicho

Na imundície do pátio
Catando comida entre os detritos.
Quando achava alguma coisa,

Não examinava nem cheirava:
Engolia com voracidade.

O bicho não era um cão,
Não era um gato,
Não era um rato.
O bicho, meu Deus, era um HOMEM".

Manuel Bandeira, nascido no Recife, em 1886 e falecido de tuberculose aos 82 anos.

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Família e Escola

A Escola como um sistema

Educação é vida! A partir do momento que nascemos começamos a aprender coisas. Aprendemos a engatinhar, andar, falar, comer, enfim, aprendemos tudo que é necessário para nos mantermos vivos. Aprendemos com a nossa família, uma educação pautada em valores morais, éticos e religiosos, que vão ser a base da nossa formação enquanto Seres Humanos. Mesmo assim, precisamos aprender uma educação sistematizada, precisamos aprender “coisas” específicas. “Coisas” que vão influenciar a nossa vida pessoal e profissional, “coisas” que nem sempre vamos fazer uso, mas precisamos aprender. Essa é a educação escolar, a educação sistematizada. Por isso, ainda criança, somos levados à Escola.
A Escola é um espaço de socialização por excelência, onde se manifestam sentimentos de aceitação ou rejeição, principalmente porque é quando se descobre que o mundo vai além de nossa casa. A Escola como um sistema instituído para proporcionar o acesso ao conhecimento formal, também cria condições para que aconteça o entrelaçamento de relações que resultam na satisfação das necessidades dos alunos no que se refere ao processo ensino-aprendizagem.
A Escola é considerada um sistema. Segundo Haberkorn (1998), a Teoria Sistêmica tem como objeto de estudo os aspectos relacionais que acontecem nos espaços intra, inter e trans grupais. O conceito central dessa teoria é a idéia de circularidade em oposição à idéia de causalidade linear. Portanto, todos os envolvidos influenciam e são reciprocamente influenciados pelos outros.
Dentro da Escola, existem subsistemas interligados que são responsáveis pelo seu andamento. Assim, numa visão mais ampla da Instituição ESCOLA, observamos que, quando um único subsistema não se compromete com a sua tarefa de ajudar no encaminhamento de ações necessárias a um bom trabalho educativo, todos os outros subsistemas sofrem essa interferência prejudicando o sistema total. É o que chamamos falta de compromisso. Hoje, essa falta de compromisso está muito evidente nas escolas. Uma crise instalou-se e parece estagnada sem perspectiva de mudança. É comum nas Escolas encontrarmos profissionais da educação insatisfeitos com essa Instituição, especificamente a Escola Pública, quanto às condições de trabalho e a não valorização da profissão pelos governantes, gerando insatisfação inclusive, quanto à própria escolha profissional. Assim, compreendemos porque é tão difícil o despertar para uma educação que favoreça uma aprendizagem consistente e construtiva. Uma aprendizagem na qual se possa valorizar o Ser como pessoa, em que se possa trocar saberes e experiências de vida, onde professores, alunos, funcionários e pais possam assumir cada um a sua função, para que a aprendizagem aconteça.
“A escola pode ser considerada como um sistema aberto, que se inter relaciona com outros sistemas; com alguns deles, como a família, divide determinados objetivos e funções” (Solé, 2001, p. 118).

Contribuições da família no aprendizado escolar dos filhos

A família é o lugar soberano para a garantia da sobrevivência e da proteção integral dos filhos. É a família que propicia os aportes afetivos e, sobretudo, materiais necessários ao desenvolvimento e bem-estar dos seus componentes. Ela desempenha um papel decisivo na educação formal e informal. Lá também são absorvidos os valores éticos, culturais e humanitários.
Na relação família/escola, um sujeito sempre espera algo do outro. E para que isto de fato ocorra é preciso que sejamos capazes de construir coletivamente uma relação de diálogo mútuo, em que cada parte envolvida tenha o seu momento de fala, existindo uma efetiva troca de saberes.
Sabemos que no processo de aprendizagem o contexto familiar influencia a aquisição das habilidades metacognitivas (lógica, raciocínio...) necessárias para o aprendizado através da relação entre seus membros e de um ambiente estimulador e adequado que motiva a busca e o desejo de conhecer. Nos últimos anos, o papel da família vem sendo considerado relevante para a aprendizagem escolar porque é a partir dele que são criadas as condições para que tanto o aluno se “familiarize” com o ambiente escolar, como a escola tenha melhores instrumentos de compreensão da criança ou do adolescente, inclusive no aspecto afetivo.
Os recursos utilizados pela família para facilitar a aprendizagem alcançam verdadeiramente seus objetivos quando os pais funcionam como mediadores ajudando os filhos nas suas atividades escolares. O envolvimento da família no processo de desenvolvimento dos filhos, pode ser entendido como o interesse ativo dos pais pela criança e o investimento de tempo e de recursos na sua criação e educação, fornecendo suporte emocional que auxilia na formação do senso de competência, encorajando-os pelos seus esforços e numa “parceria” contribuir para a construção de sua autonomia.
Exemplos simples da vida cotidiana ilustram o envolvimento dos pais: ler para a criança e ouvir sua leitura quando ela solicita; promover e compartilhar atividades de lazer, passeios e férias; assistir à TV junto com a criança e estimular a conversação sobre o que é visto; dar supervisão e sugestões relativamente ao trabalho escolar; perguntar sobre a escola; monitorar as saídas, companhias e amizades. (Marturano, 1999, p. 22)
Para realizar e sustentar essas atividades se faz necessário que os pais sintam prazer em dedicar esse tempo às crianças.
Outro aspecto relevante é a interação pais-filhos e o uso da linguagem no lar, pois as conversações e atividades lúdicas facilitam o desenvolvimento lingüístico e cognitivo importantes para o aprendizado escolar. “São estimuladoras atividades como contar coisas para a criança, fazer comentários sobre o mundo que a cerca, ter disposição para responder e formular perguntas, utilizando palavras que a criança conhece ou está prestes a conhecer”. (Marturano, 1999 p. 22 apud Moreno e Cubero, 1995)
No que se refere a práticas educativas e disciplinares se faz necessária a construção de regras e rotinas, a construção e o suporte à autonomia, que consiste no estímulo à independência da criança exigindo que esta resolva por si mesma seus problemas, estando os pais disponíveis para prestar-lhes o apoio e a assistência de que necessita. Em relação à disciplina, Marturano coloca que: “(...) ambientes familiares onde há expectativas e regras claras e consistentemente aplicadas facilitam a discriminação, por parte da criança, dos processos de controles vigentes da escola”. (Marturano, 1999, p. 22)
Os pais devem também buscar ter acesso a informações através de leituras, cursos, palestras e troca de experiência com outros pais que lhes ajudem a entender e facilitar o aprendizado escolar de seus filhos. Marturano apud Kellaghan, Sloane, Álvares e Bloom, enfatiza que: “A principal contribuição do lar está em ajudar as crianças a construírem uma gama de estruturas e hábitos que formarão os fundamentos para a aprendizagem escolar posterior e continuarão a dar suporte a essa aprendizagem quando elas estiverem na escola”. (Marturano, 1999, p. 25

Maria Joana de Araujo - Pedagoga/Psicopedagoga.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Conversando com adolescentes

14.08.2009
Tenho vivenciado muitas experiências no campo da Educação, como Professora, Orientadora Educacional e Supervisora Pedagógica. Sempre gostei de ouvir os adolescentes e levar a sério suas conversas. Sei que tenho contribuído com a formação de muitos deles. Tenho ouvido muitas histórias interessantes e muitas delas às vezes precisam ser mostradas para que possamos entender melhor o que pensam as crianças e os adolescentes de hoje. É o caso de Fabrício[1], conhecido como um aluno inquieto, desinteressado, que não gosta de estudar e que sempre prioriza a brincadeira. Na nossa conversa, fiquei impressionada com a sua escrita e a sua letra bem definida e muito legível, pois o imaginava bastante desorganizado nesse campo. De posse de papel e lápis começou a escrever um poema que eu ditava, foi quando constatei que ele não apresentava dificuldades em ler e escrever. Então eu quis saber a sua forma de pensar e sugeri que escrevesse sobre o tema: “Minha visão de futuro”, o que fez prontamente. Eis o que ele escreveu:

Minha visão de futuro

“No meu futuro, não vai ter mais assalto nem assassinato. Vai ser um mundo de paz, todo mundo alegre e eu trabalhando de bombeiro e salvando as pessoas, deixando muitas famílias alegres. E no futuro vai ter carros voadores, muita tecnologia, um mundo sem armas e gangues, sem briga e sem confusão”.
[1] Fabrício (nome fictício), 12 anos, está repetindo o 6º ano, em uma Escola Pública de Natal – RN.
19.08.2009
Hoje, a minha conversa foi com David[2], 13 anos. Três desses anos, repetindo o 6º ano. Era final de expediente na Escola, quando o adolescente foi encaminhado para conversarmos sobre o seu comportamento em sala de aula. Durante a conversa, relatou-me o seguinte:
“Meu primeiro ano no 6º ano, foi em outra Escola. No final do ano eu não passei porque eu não assistia aula, não fazia as atividades, conversava muito com meus colegas, aí quando chegou o final do ano eu reprovei. No meu segundo ano no 6º ano, eu estudei nesta Escola, aí também eu não passei porque as minhas notas eram baixas. Aí quando eu fui me interessar já foi no final do ano, aí eu não passei. Mas esse ano eu vou passar porque eu to me interessando para que minhas notas fiquem boas, para quando eu chegar no final do ano eu passar, para dar alegria a minha mãe e a meu pai. Se Deus quiser, eu passo”.
Perguntei: Só se Deus quiser?
“Não, eu tenho que me interessar, parar de conversar nas aulas e respeitar os professores”.
Perguntei ainda: Esses três anos lhe atrapalharam?
“Esses três anos atrapalharam muito por causa das minhas brincadeiras. Mas eu vou estudar para eu ter alguma coisa na minha vida, porque hoje em dia, sem os estudos a gente não é nada. Até para a pessoa arrumar um emprego é difícil. Se a pessoa não tiver estudo, aí ta ruim pra pessoa arrumar um emprego. Era pra eu está no 9º ano”.
David, sente muita dificuldade para organizar suas idéias e representá-las por escrito de forma correta.
[2] David (nome fictício), 13 anos, estuda em uma Escola Pública de Natal – RN.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Equoterapia

Para quem não conhece a Equoterapia, o site a seguir é uma boa oportunidade para conhecer. É o site oficial da ANDE(Associação Nacional de Equoterapia). Visite-o e faça bom proveito!!!!
http://www.equoterapia.org.br/
Se você clicar no link abaixo, vai encontrar o endereço do CERN - Centro de Equoterapia do Rio Grande do Norte. É o único no Estado. É agregado a ANDE.
http://www.equoterapia.org.br/centros_mapa.php?uf=RN
Este site é muito importante para pais e profissionais que lidam com pessoas autistas.
http://www.inspiradospeloautismo.com.br/

Sites que recomendo

Se você sente dúvidas quanto a nova ortografia, consulte este site: http://www.ortografa.com.br/

Esse site é maravilhoso!!!! Você pode ter acesso as mais completas obras de autores renomados da nossa literatura e muito mais.
http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/PesquisaObraForm.jsp

Nada melhor do que ouvir e contar histórias para as crianças. Estes Sites são tudo de bom. Aproveitem!!!!
http://www.contos.poesias.nom.br/afestadofolclore/afestadofolclore.htm

http://www.contos.poesias.nom.br/historiasparaoneto/historiasparaoneto.htm

Cancer de Mama
http://cancerdemama.com.br/

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Aos visitantes

Olá!!!
A minha intenção com esse espaço é a troca de experiências no campo da educação, ao mesmo tempo em que acredito que podemos fazer a diferença para um mundo melhor, sem violência, através do incentivo de uma cultura de Paz.